Dieta Low carb – tutorial completo

Author: | Posted in Dieta Low carb No comments

Chegou a hora de investirmos de vez em nossa saúde através dos inúmeros benefícios da prática diária de uma boa dieta low carb.

Pois assim:

  • Alcançaremos num intervalo de tempo bastante razoável o nosso peso ideal, aquele que é mensurado pelo cálculo do IMC (Índice de Massa Corpórea).
  • Conseguiremos enfim equilibrar todas as principais taxas sanguíneas, entre as quais: glicose, colesterol HDL e LDL, triglicérides, produção hormonal, etc.
  • Traremos para a nossa vida não só um estilo de vida saudável, mas também a impagável sensação de bem-estar, o que favorece e muito a autoestima.
  • Afastaremos através da prevenção a possibilidade de várias doenças oportunistas e que hoje em dia tem campo fértil na sociedade.

Portanto, se você quer trazer para a sua vida todos esses benefícios e imediatamente promover uma revolução de bem-estar no seu organismo, leia com bastante atenção todas as informações que abordaremos nesse trabalho e siga forte e feliz.

Contudo, antes propriamente de passarmos várias informações que você precisa saber para o seu bem-estar sobre a dieta low carb, é fundamental que conheça o que de fato ela é e de imediato eliminar alguns mitos que atrapalham o sucesso do programa.

Vamos lá?

O que é a dieta low carb?

Esse tópico é muito importante antes de aplicarmos a nossa proposta de dieta low carb, pois infelizmente existe muita informação errada circulando nas academias (onde tal dieta virou uma febre), entre amigos e principalmente nas redes sociais.

A dieta low carb é um programa alimentar que visa restringir o consumo de carboidratos durante o dia, sem exageros, tendo muita atenção para alguns alimentos campeões desse nutriente, entre os quais:

  • Arroz;
  • Macarrão;
  • Pães;
  • Pizza, etc.

Portanto entenda: a palavra é restringir (diminuir o consumo) e não eliminar (jamais consumir) os carboidratos, pois mesmo promovendo ações em nosso organismo que não são salutares como o aumento da glicemia e o peso, ainda assim são fundamentais em curta escala para o bom funcionamento do nosso corpo, como por exemplo o fornecimento de energia.

É exatamente por isso que a dieta se chama “low carb”, ou seja, pouca caloria!

Agindo de maneira inteligente e com bom senso, a pessoa pode consumir de maneira comedida os alimentos que possuem maior valor calórico e mergulhar fundo em outros alimentos que possuem outros nutrientes em sua cadeia principal: como as carnes que são ricas em proteínas, por exemplo.

Desmistificando a dieta low carb

É claro que além dos carboidratos, é importante ainda mais restringir o consumo – especialmente por parte dos diabéticos – de alimentos ricos em açúcares e amido, mas devemos excluí-los de vez da nossa dieta diária?

Quanto ao açúcar sim!

Pesquisas recentes apontam a atuação do açúcar como uma espécie de veneno para o corpo e grande parte dos seus órgãos.

Principalmente quando estamos a falar do açúcar refinado, que consegue ser ainda pior.

No caso dos alimentos ricos em amido, seu consumo deve ser bastante restrito, pois o mesmo tem a capacidade de se transformar em açúcar no corpo.

De forma que até este ponto, todos os praticantes da dieta low carb concordam, mas eis que entra o primeiro mito, já que muitos dizem que é necessário abolir o consumo de qualquer tipo de alimento rico em carboidrato.

Verdade ou mito?

Eis ai um grande mito, pois hoje sabemos que apesar de tudo não podemos riscar da nossa alimentação os carboidratos, pois eles auxiliam em algumas funções importantes para o organismo como um todo e seu boicote, de maneira radical, pode nos prejudicar a longo prazo.

Normalmente o primeiro sintoma é um cansaço inexplicável que pode derivar para outros ainda mais perigosos e que deletam o principal objetivo da dieta low carb em si, ou seja, o bem estar geral do praticante.

Vamos desmistificar outros erros muito comuns?

Mitos e verdades sobre a dieta low carb

Alguns dizem que a dieta low carb por liberar o consumo de carnes aumenta o colesterol, já que aumenta em si o consumo de gorduras saturadas.

Mas na realidade isso ocorre com quem já tem predisposição à doença, pois num organismo onde apenas o controle é o essencial o que acontece é um aumento do HDL (também conhecido como o bom colesterol) que promove a limpeza natural do LDL.

Outros dizem que a longo prazo a dieta low carb pode ser prejudicial ao organismo, o que é um tremendo mito.

Ao contrário, vários dos mais antigos praticantes estão muito bem de saúde, gozam de plena forma e não querem saber de encerrar a dieta.

Existe um boato, digamos assim, que associa a grande perda de peso inicial a eliminação da retenção de líquidos e que quando esse fenômeno encerra a perda de peso se torna ilusória. Outro grande mito!

De fato, o volume de peso perdido no início da dieta low carb é maior porque realmente há a eliminação dessa retenção, no entanto, a perda de peso é contínua e efetiva.

Por isso é que dizemos ser tão importante conhecer o que é a dieta low carb e eliminar os principais boatos sobre o tema, para que agora você possa ter uma leitura plena e total segurança naquilo que informaremos.

De qualquer forma, que tal lermos algumas considerações formuladas pela ciência a respeito dessa incrível dieta?

Uma análise científica sobre a dieta low carb

Segundo o médico ortopedista Dr. Marcelo Denaro, que concedeu uma entrevista muito esclarecedora ao portal Vivo Leve, a melhor estratégia medicamentosa para a quebra do famoso ciclo vicioso das intermináveis dietas que não dão certo, assim como o consequente efeito sanfona, é a restrição drástica do principal macronutriente produtor de insulina: o carboidrato.

Nessa entrevista, que vale a pena ser conferia no tal portal, ele ainda diz que não existe perigo em seguir essa dieta a longo prazo, pois não se trata simplesmente de uma dieta, mas uma mudança de hábitos, uma transformação que favorece a melhora do próprio estilo de vida.

Por fim, a endocrinologista Dra. Lia Lima, especialista em dieta low carb, afirma que os carboidratos devem ser eliminados do corpo de acordo com o metabolismo de cada paciente, reduzindo inflamações e retenção de líquidos, tornando a dieta ainda mais funcional quando com acompanhamento de um médico.

Sendo assim, procure obter informações de qualidade, especialmente quando oriundas da ciência!

Leia, procure entender todos os detalhes que envolvem o tema e busque orientação médica para se sentir ainda mais seguro dos passos que estão sendo dados em busca da saúde e do bem estar.

Mas se até os médicos de diferentes especialidades estão a indicar a dieta low carb, quais os alimentos que devo ou não comer para estar dentro desse programa alimentar?

O que posso e o que não posso comer na dieta low carb?

A fim de sermos mais específicos, vamos abordar agora vários dos alimentos que são permitidos dentro da dieta low carb, assim como os que devem passar longe de nossa mesa!

Sobre as carnes…

A dieta low carb é muito farta quando o assunto é carnes, afinal, como elas são ricas em proteínas seu consumo é liberado, independente da gordura que contenham e do tipo de corte.

No entanto, é bom que tenhamos um certo cuidado com a carne de fígado, pois a mesma costuma ter algum tipo de carboidrato.

Mesmo assim, é fundamental que falemos da importância em se comer a carne “in natura”, ou seja, de maneira simples!

Carnes temperadas, embutidas, e extremamente industrializadas como no caso dos populares “nuggets”, devem ser evitados radicalmente.

Por fim, vale ainda dizer que não só todos os tipos de cortes são liberados, mas também a origem, posto que as carnes do frango, do porco e do peixe podem ser consumidos a vontade.

Sobre as verduras…

A dieta low carb também faz bastante uso de todos os tipos de verdura, portanto, se você já gosta de uma salada então terá mais facilidade em colocá-la em prática.

Do contrário, procure se habituar, pois são alimentos muito saudáveis ao organismo e que nos trazem uma quantidade de benefícios incríveis!

Para os que não gostam muito de saladas temos uma excelente dica: tenha sempre disponível um bom azeite extravirgem (normalmente os melhores possuem embalagens escuras que ajudam a preservar a acidez original do produto) e considere o artifício dos molhos, especialmente aqueles baseados iogurte ou ervas finas.

Isso costuma dar um sabor mais incrementado as saladas, facilitando assim seu consumo.

Mesmo assim, é bom que aos poucos vá diminuindo os molhos e se habituando ao gosto natural das verduras.

E nesse segmento, indicamos:

  • Berinjela;
  • Rabanete
  • Alface
  • Agrião;
  • Rúcula;
  • Chicória;
  • Couve;
  • Repolho;
  • Abobrinha;
  • Tomate;
  • Alho;
  • Cebola;
  • Palmito;
  • Pepino;
  • Quiabo;
  • Couve-flor;
  • Brócolis
  • Chuchu;

Mas lembre-se: estamos a falar de uma dieta que restringe os carboidratos, por isso é importante reduzir o máximo possível o consumo dos seguintes alimentos:

Batata-inglesa, aipim, beterraba, mandioca, etc.

Afinal, possuem muitos carboidratos e certamente anulariam todos os esforços da dieta.

As frutas…

Um detalhe muito importante dentro da dieta low carb é o consumo cuidadoso das frutas, pois difere e muito das dietas tradicionais que já conhecemos.

Normalmente boa parte das dietas liberam o consumo das frutas em geral, mas na low carb não é assim, pois muitas delas possuem elevada concentração de carboidratos!

Por isso, é fundamental que se esforce no sentido de não consumir frutas pelo período de 15 dias para expurgar ainda mais rápido do corpo esse nutriente e assim, aos poucos, reintroduzir tal alimento bem devagar.

Nesse começo você pode optar por morangos, amoras, uvas ou mesmo tangerinas, pois possuem quantidade equilibrada de carboidratos.

Fuja de: manga, melancia, jaca, ameixa, mamão, figo, etc.

Outros alimentos…

Para que você possa ter ainda mais atenção aos alimentos que ingere dentro da dieta low carb, vamos agora indicar outros tipos de alimentos que podem ser consumidos ou evitados.

ovo pode na low carb?O ovo é um alimento que deve sempre estar presenta na mesa do praticante da dieta low carb, isso porque apesar de ter uma quantidade insignificante de carboidratos, possui nutrientes valiosíssimos à saúde e são bem acessíveis.

Na dieta low carb o ovo pode ser consumido do jeito que a pessoa quiser, sem restrições, sendo sempre o mais indicado o tipo cozido, pois consegue manter melhor os nutrientes naturais desse alimento.

pode queijo na dieta low carb?Por sua vez o queijo também é outro alimento que pode enriquecer a mesa do praticante da dieta low carb, além de ser normalmente bem aceito pelo seu sabor agradável para a maioria das pessoas. Sendo assim, vale utilizá-lo nos lanches, café da manhã e até mesmo nas próprias refeições.

Derivados do leite também são bem vindos, especialmente o creme de leite que pode servir de apoio para a elaboração de um delicioso molho.

A quantidade irrisória de carboidratos no creme de leite não prejudicará em nada a sua dieta e facilitará as coisas!

Por fim, em situações emergenciais tais como reuniões na casa de amigos, pode ser bastante útil levar consigo um daqueles pacotinhos de amendoim!

Sim, eles possuem carboidratos, mas não muito e evitará que você seja obrigado a comer outro tipo de alimento como “tira gosto” com valores absurdamente altos e que podem jogar no lixo o esforço de uma semana inteira. Pense nisso!

O que devo saber sobre as gorduras?

As gorduras em si constituem um ponto muito importante dentro da dieta low carb!

Vamos aprender um pouco sobre elas?

A primeira coisa a saber sobre as gorduras que em geral podemos resumir em manteiga e azeite de oliva, já que servem como base de preparo para outros alimentos, é que ambos os produtos podem ser utilizados na dieta low carb, mas com alguns cuidados.

Nas saladas, por exemplo, é preferível que o praticante opte pelo azeite, preferivelmente o azeite extravirgem, pois além de apurar mais o gosto dos alimentos (realçar o sabor) podem ser bastante úteis na busca pela elevação do bom colesterol, o chamado HDL.

Por outro lado, quando queremos preparar um alimento na frigideira, por exemplo, onde as temperaturas podem ser bem elevadas, ai indicamos a manteiga, pois a mesma possui um índice de saturação menor que o azeite em si.

São detalhes que podem fazer toda a diferença quanto ao sucesso da dieta low carb.

Cardápios para ajudar no seu dia a dia low carb

Certamente, um dos aspectos fundamentais para o sucesso da dieta low carb, além é claro da força de vontade do praticante, é ter acesso a um bom número de receitas funcionais que tornem o dia a dia prático.

No geral, é bom que se tenha um cardápio fácil em ser elaborado e barato, para que tudo comece a funcionar a contento logo de início.

Para isso, ofertamos a você alguns exemplos de cardápios diários absolutamente dentro da dieta low carb e fáceis de serem cumpridos.

Dia 1

No primeiro dia indicamos que a pessoa comece bebendo bastante água em jejum, pois isso facilitará e muito a limpeza geral do organismo e facilitará a absorção dos nutrientes adequados que estão por vir.

  • Café da manhã: ovos mexidos com cebola picadinha, salsinha e uma xícara de café. Neste café da manhã atente que é preferível o consumo do café puro, sem leite e sem açúcar.
  • Almoço: Dois peitos de frango grelhados no azeite com orégano e salada de alface e tomate.
  • Lanche da tarde: Um copo de suco de laranja e uma barrinha de cereais.
  • Janta: um sanduíche de prato, ou seja, basicamente os mesmos ingredientes do hambúrguer tradicional, porém sem as fatias de pão. Coloque a carne, o queijo, a alface e o molho de sua preferência.

Dia 2

No segundo dia vale a pena considerar a ideia de continuar bebendo a água em jejum, quanto mais melhor, pois de fato isso limpa o organismo, facilitando todos os seus processos, especialmente o trabalho desempenhado pelos rins.

  • Café da manhã: um copo de suco de laranja, uma barrinha de cereais e um iogurte de sua preferência.
  • Almoço: mix de legumes e verduras no azeite (chuchu, agrião, etc.) e um bife – com o corte que desejar – feito na frigideira e na manteiga.
  • Lanche da tarde: queijo amarelo cortado em cubos.
  • Janta: bife a cavalo.

Dia 3

Após o desjejum com a água de costume, você também pode optar por um café da manhã um pouco mais sofisticado!

  • Café da manhã: biscoito cracker low carb (encontrado em casas de produtos naturais), com um copo de água de coco e fatias de queijo minas à vontade.
  • Almoço: omelete de espinafre acebolado com orégano e salada de tomates.
  • Lanche: uma xícara de café com fatias de queijo minas.
  • Janta: iscas de peito de frango com cebolas na manteiga e saladinha de pepino, tomate e azeite.

Dia 4

Outra boa opção dentro da dieta low carb é “inventar” o dia da panqueca!

Afinal alimenta e você poderá ter uma boa alternativa de alimento saudável e prático.

Para isso, anote a nossa receita maravilhosa de panqueca low carb:

como fazer uma panqueca low carb

Ingredientes: um ovo grande, uma colher de sopa de creme de leite, uma colher de sopa de queijo ralado, uma colher de sopa de farinha de castanha de caju (encontrada em casa de produtos naturais) e salsinha a gosto.

Modo de fazer: bata todos os ingredientes listados a cima no liquidificador até que fiquem bem processados e reserve. Unte uma forma com manteiga e despeje o conteúdo do liquidificador na mesma. Leve ao forno em temperatura média e retire quando estiver em ponto de massa.

Feito isso, temos a oportunidade de fazer o dia da panqueca!

  • Café da manhã: panquecas sortidas com uma xícara de café.
  • Almoço: panqueca de frango com salada de alface, tomate, cebola e palmito.
  • Lanche da tarde: panquecas de chocolate zero açúcar.
  • Janta: panqueca de frango com creme de ervas finas

Dia 5

  • Café da manhã: omelete simples com um suco de laranja.
  • Almoço: bife a cavalo com salada de tomate, alface e cebola.
  • Lanche da tarde: morangos com creme de leite sem açúcar.
  • Janta: omelete de sardinha.

Dia 6

  • Café da manhã: uma xícara de café com fatias de queijo minas.
  • Almoço: estrogonofe de frango com salada de palmito (não utiliza batata palha).
  • Lanche da tarde: suco de amoras frescas com biscoitos low carb.
  • Janta: omelete de queijo com orégano.

Dia 7

No último dia do cardápio aqui proposto vamos optar por algo mais farto e liberal, sem com isso fugir das ideias da dieta low carb.

  • Café da manhã: um copo de iogurte natural, duas fatias de melão e uma xícara de café com biscoitos low carb.
  • Almoço: carne assada com alface americana, tomates e palmito.
  • Lanche da tarde: ovos de codorna.
  • Janta: bife de panela com salada e ovos de codorna.

Bem, agora que você já tem 1 semana de cardápios, vamos conhecer algumas dicas interessantes sobre essa dieta e que podem ser bem valiosas para o seu sucesso!

Lembrando, se você quiser mais cardápios como esse, baixe nosso e-book com 60 cardápios low carb. Clique aqui para ter acesso.

Dicas interessantes para o sucesso de sua dieta low carb

Uma dica bastante interessante que podemos dar ao estimado leitor antes da conclusão desse trabalho é o investimento em chás!

Sim, porque além de serem saborosos e com uma variedade enorme, são baratos, fáceis de preparar e não exigem muita criatividade quanto ao uso no dia a dia.

Algumas receitas  e chás pra te ajudar:

  1. Chá seca tudo!
  2. Chá secreto de gengibre (pra secar)
  3. Suco inibidor de apetite!
  4. Chá laxante natural (emagrecedor)

Alguns, por exemplo, são excelentes como apoio para a última refeição do dia, já que acalmam e promovem uma boa noite de sono.

Outra dica bastante funcional é a substituição da manteiga pelo óleo de coco!

Além de dar um sabor especial nas comidas preparadas na frigideira (em especial os ovos fritos), são benéficos a sua saúde!

Contudo, seu preço ainda não é popular, por isso não o utilizamos no cardápio aqui oferecido.

É comum que percamos mais peso no início da dieta (primeiras semanas) do que no restante, portanto não desanime! Já que após o primeiro mês tal redução será menor, porém constante e efetiva.

Conclusão

Aconselhamos que você, caro leitor, siga as propostas aqui ofertadas, mas que não se sinta escravo delas.

Procure fazer tudo da maneira mais natural possível para que você tenha mais facilidade em aplicar os conceitos expostos em sal vida e assim obter o sucesso desejado, perdendo peso e melhorando a saúde como um todo.

Em caso de dúvida consulte um médico para aproveitar ainda mais os inúmeros benefícios da dieta low carb.

Não esqueça de comentar abaixo o que achou das nossas dicas sobre a dieta low carb.

Nossa dica final a você

Caso queira aprender mais sobre a dieta, conheça nosso programa low carb!

Neste programa, já ajudamos a mais de 5.000 pessoas a emagrecerem com saúde, adotando o estilo de vida low carb.

Clique aqui para aprender como eliminar as indesejadas gordurinhas, através da poderosa dieta low carb.

Add Your Comment